Correia sincronizadora: o que é, onde fica e quais são os tipos

Correia industrial

Correias industriais são itens essenciais para o funcionamento de diversas máquinas e motores de vários ramos da indústria. Afinal, elas são responsáveis por transmitir movimento de um ponto para outro. Isso exige que a escolha da correia seja criteriosa para não ter dores de cabeça antes da hora e precisar trocá-la.

São muitos os tipos de correias disponíveis no mercado, nos mais variados formatos para todas as necessidades industriais. Dentre elas está a correia sincronizadora, uma das mais utilizadas.

A correia sincronizadora é um dos tipos de correias industriais existentes no mercado atual. Como o nome sugere, a correia sincronizadora é uma correia que transmite força por meio de movimentos sincronizados.

Que tal saber um pouco mais da correia sincronizadora? A Rexon é uma empresa especializada em produtos industriais, em especial em correias industriais, e conta com uma linha de correias de qualidade reconhecida no mercado nacional e internacional.

Explicaremos um pouco mais sobre o que é uma correia sincronizadora, quais são os tipos, onde fica, quais suas vantagens e os cuidados que devemos ter com a correia sincronizadora. Além disso, vamos explicar o que é o passo de uma correia sincronizadora e apresentar um pouco mais da qualidade da Rexon em correias industriais e todos os demais tipos de produtos disponíveis no nosso catálogo.

Correia sincronizadora: o que é e como funciona?

Conforme dito acima, a correia sincronizadora transmite força por meio de movimentos sincronizados. Isso é possível porque a correia sincronizadora possui dentes que se encaixam com precisão nas ranhuras da polia.

Ela é utilizada em máquinas onde se precisa de sincronia de tempo e distância. Um exemplo é o setor automotivo. Sua função é transmitir o movimento do virabrequim para o eixo de comando de válvulas no cabeçote. Essa ação resulta no funcionamento preciso do motor do automóvel.

Correias

Correia sincronizadora: onde fica?

Agora que sabemos o que é uma correia sincronizadora, vamos entender onde fica ou onde ela é aplicada. Elas costumam ser utilizadas na indústria automotiva (conforme exemplo citado acima), na indústria farmacêutica, em fábricas de embalagens, metalúrgicas, além da aplicação nos ramos de alimentação e madeireiras.

Correia sincronizadora: o que é o passo de uma correia sincronizadora

Se você quer entender o que é o passo de uma correia sincronizadora, chegou o momento. Existem quatro formas de medir uma correia sincronizadora. O passo de uma correia sincronizadora é a distância do centro de um dos dentes da correia até o centro do outro dente. Essa medida é calculada em polegadas, ou milímetros, dependendo do perfil.

Outros tipos de medições de uma correia sincronizadora são contando o número de dentes, medindo a largura da correia ou calculando o comprimento com base na circunferência da correia (como se medisse a cintura de uma pessoa).

+ Leia mais: Correia Poly V: o que é, para que serve e quanto tempo dura

Correia sincronizadora: quais são os tipos?

Existem diversos tipos projetados para cada necessidade. A Rexon é referência quando o assunto é correias industriais. Não por acaso as correias são os produtos que lideram as vendas da empresa.

Dentre elas está a correia sincronizadora, produzida em dois diferentes tipos de materiais: borracha e PU. Cada uma com suas particularidades e aplicações.

São cinco modelos de correias sincronizadoras de borracha e outros cinco tipos de modelos de correias sincronizadoras de PU. Veja quais são os tipos de correia sincronizadora da Rexon e as indicações de uso para cada uma.

Correia Sincronizadora de Borracha

  • Powersinc Trap – Duplo Dente: aplicadas em transmissões que exigem elevada precisão, alta flexibilidade e resistência. Existe nos modelos DXL, DL e DH.
  • Powersinc Scir: aplicadas em transmissões de alto torque, flexibilidade e resistência. Possui os perfis 3M, 5M, 8M, 14M, S3M e S5M.
  • Powersinc Scir – Duplo Dente: aplicadas em transmissões de alto torque, flexibilidade e resistência. Conta com os perfis D5M, D8M, D14M e DS5M.
  • Powersinc Trap: aplicadas em transmissões que exigem elevada precisão, alta flexibilidade e resistência. Oferece opções nos perfis MXL, XL, L, H, XH e XXH.
  • Powersinc Trap Aberta: aplicadas em transmissões que exigem elevada precisão, alta flexibilidade e resistência. Tem apenas o modelo no perfil MXL.

Correia Sincronizadora de PU

  • Powersinc Trap – Aberta – POL: aplicadas em transmissões que exigem elevada precisão, alta flexibilidade e resistência ao óleo, névoas de óleo ou mergulhada no óleo. Conta com os perfis XL, L e H.
  • Powersinc Trap – Aberta – AVAF: aplicadas em transmissões que exigem elevada precisão, alta flexibilidade e resistência ao óleo, névoas de óleo ou mergulhada no óleo. Possui apenas o perfil H+AVAFAC.
  • Powersinc Scir – Aberta: aplicadas em transmissões que exigem elevada precisão, alta flexibilidade e resistência ao óleo, névoas de óleo ou mergulhada no óleo. Conta com os perfis 3M, 5M, 8M e 14M.
  • Powersinc Trap – POL: aplicadas em transmissões que exigem elevada precisão, alta flexibilidade e resistência ao óleo, névoas de óleo ou mergulhada no óleo. Existem os perfis T2.5, T5, T10, AT5, AT10 e AT20.
  • Powersinc Trap – Duplo Dente: aplicadas em transmissões que exigem elevada precisão, alta flexibilidade e resistência ao óleo, névoas de óleo ou mergulhada no óleo. Oferece como opções os perfis DT5 e DT10.
Correias Sincronizadoras da Rexon

Vantagens da correia sincronizadora

São muitas as vantagens de se utilizar uma correia sincronizadora. A começar pelo sincronismo, como o próprio nome diz. Outra vantagem é a durabilidade. Caso venha a ser bem cuidada e utilizando todo seu potencial, pode permitir que dure cerca de 80.000 km em uma velocidade de 60 km/h e média de rotação de 3.000 RPM.

Outro fator positivo que merece destaque é a facilidade tanto para montagem quanto para remoção e substituição. Além disso, são mais silenciosas e estáveis. Portanto a correia sincronizadora permite que se tenha um custo menor com manutenção.

+ Leia mais: Polias e correias: o que são, do que são feitas, como medir, como alinhar e como é feita a manutenção

Cuidados com a correia sincronizadora

Para extrair o máximo da sua correia sincronizadora é preciso seguir alguns cuidados básicos. Isso vai garantir maior eficiência, durabilidade e desempenho por parte da correia sincronizadora.

Confira algumas dicas:

  1. Armazene as correias em ambiente fresco e seco, sem luz solar direta.
  2. A condição ideal de armazenamento demanda um ambiente com temperaturas abaixo de 30°C e a 70% de umidade.
  3. Leia atentamente ao manual de instruções para não deixar passar nenhuma informação relevante da correia sincronizadora.
  4. Evite os ‘trancos’ (cargas de choque) na máquina, pois eles podem causar a ruptura prematura da sua correia sincronizadora.
  5. A sua correia sincronizadora deve ser armazenada em recipientes, prateleiras, caixas ou mesmo pendurada em um rack na parede, desde que você utilize um suporte com diâmetro igual ou maior que o diâmetro mínimo da polia de operação para a correia, evitando assim a formação de pontos específicos que possam vir a se tornar trincas ou fissuras.
  6. Em hipótese alguma guarde a correia sincronizadora perto de produtos químicos como óleo, solventes, ácidos ou lubrificantes. Essa exposição pode reduzir o desempenho da sua correia sincronizadora e consequentemente a sua vida útil.

      7. Aumentar a ventilação  em torno da correia sincronizadora ajuda a reduzir a temperatura da operação, o que melhora seu desempenho e eficiência.

      8. Sempre fique atento aos sinais de que a correia sincronizadora está se desgastando e perdendo eficiência para efetuar a troca no momento exato, sem antecipar e sem demorar demais e perder eficiência na sua operação.

+ Leia mais: Correia dentada: o que é, quais as melhores, qual o tempo de duração e como trocar

Correia sincronizadora é Rexon

Atuando desde 1995 no Brasil, a Rexon tem vasta experiência no ramo industrial do mercado B2B (Business to Business), atendendo indústrias e revendas especializadas. Seu principal objetivo é atender as necessidades do mercado na área de produtos industriais.

São vários clientes em mais de 60 países, como Brasil, Estados Unidos, Canadá, Rússia, Inglaterra, Alemanha e Itália. Todos os produtos da Rexon têm um rigoroso controle de qualidade. Seu processo de produção exige o cumprimento das principais normas internacionais, como ISO, DIN, API e RMA.

Nosso Centro Logístico, localizado na Rodovia Raposo Tavares, em Cotia-SP, tem 8 mil m² e recebe frequentemente milhares de produtos da nossa fábrica, como correias, mangueiras e lonas. Elas são triadas, organizadas e enviadas para todo Brasil. Tal eficiência torna fácil encontrar onde comprar os produtos. Estes números credenciam a Rexon como uma das maiores unidades fabris do mundo.

Alta qualidade comprovada, garantia, suporte técnico, durabilidade, distribuição rápida e eficiente, além de preços competitivos. Tudo isso sempre pensando no cliente final.

Depois de ter muito sucesso no mercado com sua linha de correias, a Rexon expandiu sua linha de produtos, que hoje conta com mais de 100 opções (uma delas é a correia sincronizadora). Os principais produtos do catálogo são, além de correias industriais, mangueiras industriais, pisos, lonas, lâminas de borracha, terminais, abraçadeiras e fitas antiderrapantes.

Correia dentada
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Fale com a gente!

Quer saber mais sobre nossos produtos e serviços?

Entre em contato conosco. Estamos a disposição para tirar todas suas dúvidas!

Contato

Preencha o formulário abaixo para entrar em contato conosco.